AUTOCONHECIMENTO,  INSIGHTS DA ESTRADA,  INSPIRAÇÃO

DICAS DE LEITURA II

As sugestões do post de hoje nos leva a um outro tempo, o qual vivemos, mas não temos a percepção. Isso porque esse tempo não cabe na compreensão de nossa mente. Se trata de um tempo não linear, o qual não se divide entre passado, presente e futuro. Coexiste.

Pensando dessa forma, tudo que fazemos hoje afeta esse tempo. Todas as nossas ações influenciam positivamente ou negativamente os caminhos, os próximos passos. Nossas ações estão conectadas.

Tanto o livro quanto o filme, trazem a sensação de responsabilidade sobre nossos gestos, nos questionam sobre nossa missão por aqui e nos colocam em estado de reflexão.

De onde viemos? Quantas vidas vivemos?

Estamos conscientes da realidade que habitamos? Quanto amor pratico?

Divirtam-se.

 

1. O SAGRADO CONSELHO – Miguel Maniglia

 

Arquivo 23-06-15 09 31 04

 

“Cada um é responsável pelo próprio serviço e ninguém pode substituí-la na sua missão”. Miguel Maniglia

Em ‘O Sagrado Conselho’, Miguel nos leva através de suas experiências a um outro nível de percepção da realidade. Descreve com detalhes ricos e sutis o que uma vida praticando meditação e aproximando de si mesmo, pode despertar. Um trabalho consistente sobre a busca para diminuir a distância entre dois pontos: você e você mesmo.

 

2. ‘CLOUD ATLAS’ – traduzido em português para ‘A VIAGEM’ 

 

Um filme de Lana Wachowski, Tom Tykwer e Andy Wachowski. Baseado no romance de ficção científica, Cloud Atlas (em Portugal, Cloud Atlas – Atlas das Nuvens), escrito por David Mitchell e publicado em 2004. Trilhas sonora incrível de Tom Tykwer, Johnny Klimek e Reinhold Heil.

 

CLOUD_ATLAS_poster_7

 

“A fé, assim como o medo ou o amor, é uma força a ser entendida, assim como entendemos a Teoria da Relatividade e os Princípios da Incerteza, fenômenos que determinam o curso de nossas vidas. Essas forças, que muitas vezes recriam tempo e espaço, que podem moldar e alterar quem imaginamos que somos, tiveram início antes de nascermos e continuam depois que morremos. Nossas vidas e nossas escolhas como as trajetórias quânticas são entendidas momento a momento. Cada ponto da intersecção, cada encontro sugerem uma nova direção em potencial”. Trecho do filme A Viagem.

 

 

 

 

 

 

 

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *