ALGO NOS CONECTA,  AMÉRICA DO SUL,  PÓS MOCHILÃO

FINANCIAMENTO COLETIVO – Um case de sucesso – parte I

“A gratidão é alegria, a gratidão é amor. A gratidão é o segredo da amizade, não pelo sentimento de uma dívida, pois nada se deve aos amigos, mas por superabundância de alegria comum, de alegria recíproca, de alegria partilhada.” Adaptado de André-Comte Sponville.

Foi de um sentimento de extrema gratidão que nasceu o projeto para compartilhar detalhes do meu mochilão de 117 dias, sozinha, pela América do Sul. Como não tinha meios de financia-lo optei pela campanha de financiamento coletivo, tendo assim, verba suficiente para tirar essa ideia do papel e ainda, poder ajudar uma instituição social com o resultado.

Compartilho aqui 10 dicas que aprendi na jornada rumo ao objetivo de R$ 8.000,00:

1 – CRIE UM PROJETO CLARO

Esse é o ponto de partida. Você precisa saber claramente e por escrito:

  • onde quer chegar
  • como vai fazer para chegar e como pessoas podem ajudar
  • etapas do projeto incluindo um calendário
  • as recompensas para os participantes
  • breve biografia dos autores
  • orçamento

Eu escrevi em word um projeto inicial e pude assim começar a compartilhar a ideia com amigos e potenciais parceiros, afim de saber se a ideia era mesmo boa e viável.

Dica: Estude outros cases de sucesso em diferentes sites para se inspirar.

2 – EXCELENTE VÍDEO COMERCIAL

Em tempos de imediatismos um bom e curto vídeo comercial pode facilitar a comunicação com seu público alvo. Não economize tempo ou orçamento (dentro do viável) para esse item. Ele será a porta de entrada, a chamada para o seu projeto.

Foque em:

  • Explicar resumidamente o porquê e objetivo do projeto
  • Gere curiosidade
  • Crie emoção. No meu projeto esse foi um fator crucial. Pessoas se identificavam com o que eu falava e aí sentiam-se motivados a contribuir.
  • Use uma trilha sonora com free royalties
  • Suba o vídeo no youtube ou vimeo em qualidade HD

Dica: no vídeo da minha campanha, eu acredito que faltou falar como a pessoa pode participar, o que ela tem que fazer. Recebia muitas mensagens pedindo mais informações.

Veja o vídeo:

https://www.youtube.com/watch?v=xBdg6eoa7kk

3 – ESCOLHA A PLATAFORMA CORRETA PARA SEU PROJETO

São várias as possibilidades para hospedar seu projeto. Para escolher com eficiência, se atente aos itens:

  • a idoneidade e filosofia do site
  • a quantidade de campanhas e visibilidade
  • as ferramentes disponíveis (espaço para fotos, vídeos e documentos, blog, envio de e-mail, entre outros)
  • taxa
  • tipos de campanha*

* Há plataformas que oferecem tipos diferentes de campanhas. Como a ‘tudo ou nada’ ou ‘flexível’.

A campanha tudo ou nada é como diz o nome. Ou você bate sua meta ou o dinheiro arrecadado será devolvido a cada participante.

A campana flexível, geralmente cobra uma taxa maior, mas te dá a oportunidade de resgatar o que foi arrecadado.

Seguem aqui alguns dos sites pesquisados:

KICKANTE – http://www.kickante.com.br

CATARSE – http://catarse.me/

JUNTOS COM VC – http://juntos.com.vc/pt/projects

BENFEITORIA – https://benfeitoria.com/

4 – ESTABELEÇA UMA META REAL

  • Calcule muito bem todos os seus custos
  • Avalie seu circulo social e seu público alvo, criando uma lista de mais de 300 pessoas.
  • Faça uma estimativa dentro desse público. Buscando uma % de quantas pessoas serão necessitarias para o sucesso da campanha.
  • Arrisque-se um pouquinho também, afinal é preciso ser desafiador.

metas

5 – SEJA TRANSPARENTE

Compartilhar como essa verba será usada é fundamental. Muitas pessoas precisam se sentir seguras para participar, e isso quer dizer que elas precisam:

  • saber para onde vai o dinheiro
  • como os autores do projeto estão trabalhando para isso
  • saber que vão receber a recompensas prometidas

Dica: Eu fiz um infográfico detalhado do uso de parte da verba.

infografico

Gostou? Confere então o restante das dicas no próximo post.

Qualquer dúvida, comenta aqui. Aproveita e compartilha também sua experiência no crowdfunding.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *