{ Projeto Mãe é tudo igual? } 13° DIA : De Consolação a Paraisopolis. 21 km.

A gente acha que controla o tempo…

A gente acha que tem poder sobre a natureza…

A gente acha que se conhece…

A gente acha que adulto é quem ensina criança…

A gente acha tanta coisa.

E será que no meio de tanto achismo, a gente se acha ou se perde?

—————-
Escutei da Duda de 10 anos ontem: “Desde quando lutar pelo amor é errado?”

11722440_413230232215141_2039320548934182441_o

{ Projeto Mãe é tudo igual? } 14° DIA : De Paraisopolis a Luminosa. 24 km.

Perguntei para minha mãe hoje:
_Mãe tem hora que você cansa de caminhar? Tipo, a gente acorda, caminha e come, e repete isso todo dia!!
Ela disse: _ Uai, canso. Mas a gente continua caminhando.

Tem dia que é assim, a gente cansa. Pequenas dores começam a incomodar. Mas a gente continua caminhando.

Hoje, logo no começo do caminho, um senhor bem simples passou de bike pela gente. Parou uns 30 metros a nossa frente e ficou esperando. Desceu da bike e do nada começou a conversar. Contou da vida dele toda e acabou andando durante um bom tempo ao nosso lado empurrando a bike e puxando uma prosa boa. Quando vimos, tínhamos feito uma das maiores subidas do dia, sem perceber. Aí ele subiu na bike e do mesmo jeito que chegou, partiu, do nada.

Depois passamos pela pousada da Vó Maria, não íamos parar, mas Rodrigo (da foto) nos viu de longe e gritou, sejam bem vindas. Não teve jeito, paramos. Ele nos recebeu com suco de limão, um largo sorriso e me apresentou sua mãe, Elza. Quando ela me viu, abriu os braços e um sorriso fofo, como se me conhecesse, e me abraçou, de verdade.

Tem dias que são assim…a gente cansa. Mas se estivermos atentas somos presenteadas o tempo todo com doses de energia. Um sorriso, um abraço, uma boa prosa…e aí gente continua caminhando.

11056076_413620768842754_1121212800470433582_o

{ Projeto Mãe é tudo igual? } 15° DIA : De Luminosa a Campista. 20 km.

Vivemos todos no mesmo tempo?

Urgências, prioridades, expectativas, medos, inseguranças…ilusões…ego.

O que muda o seu tempo?

Tem horas que é preciso parar e observar o outro, para se ver e rever.

Como quero gastar o meu tempo?

Hoje, caminhando, observei que meu tempo é diferente do tempo da minha mãe. Ela anda mais devagar, eu mais rápido. Ela fala mais devagar, eu mais rápido. Ela come mais devagar, eu mais rápido.

E aí fui me incomodando, principalmente quando encontrávamos outras pessoas no caminho e íamos ficando para trás. Pensava, sou melhor, posso ir mais rápido, o que os outros vão achar de mim nessa lentidão. Ego, ilusão.

Aí MUDEI, comecei a andar atrás da minha mãe e observei…experimentei outro tempo.

Talvez eu precise viver mais, aprender mais, meditar mais, evoluir mais…para chegar nesse estado, no qual o tempo não é ditado pelo ego, mas pelo coração. E assim explora a vida, livre.

11741142_413662822171882_8448942858912606415_o

{ Projeto Mãe é tudo igual? } 16° DIA : De Campista a Campos do Jordão. 16 km.

Um presente.

Gratidão.

11741042_413914602146704_1385265444185959811_o

{ Projeto Mãe é tudo igual? } 17° DIA : De Campos do Jordão a Piracuama. 23 km.

Estamos há 2 dias do final da viagem.

Quanto mais perto de Aparecida, mais perto das cidades grandes.

Muita coisa muda. Muita coisa muda.

11741105_414116048793226_6748756024450125348_o

{ Projeto Mãe é tudo igual? } 18° DIA : De Piracuama a Pindamonhangaba a Moreira César. 32 km.

1 dia para o final do projeto.

Hoje estávamos com medo dos 32 km, maior distância percorrida até agora, em um único dia. Mas, encontramos outras pessoas no percurso, as quais vinham de outro caminho e iam para o mesmo lugar, Aparecida do Norte. Seguimos juntos por um bom trecho e as horas de caminhada, voaram.

Percebi que cada um tem o seu porquê de caminhar. Religioso, promessa, gratidão, diversão, treinamento, superação…enfim, diversos destinos para o mesmo caminho.

E se me permito enxergar para cada um sem julgamento…aprendo.

11713717_414373032100861_8754049879857185174_o

{ Projeto Mãe é tudo igual? } 19° DIA : De Moreira César a Aparecida do Norte. 18 km. CHEGAMOS!!!

Desde que comecei a meditar e mudar alguns hábitos na minha vida meus sentidos se modificaram. Uma das mudanças foi a forma de enxergar as coisas, as pessoas, os momentos…mas quero falar aqui das cores, vejo elas de forma diferente, mais vibrantes.

Às vezes nas fotos não consigo demonstrar a sutileza desse brilho, dessa vibração, mas sempre me esforço.

Sobre o dia de hoje, sinceramente, não sei como pintar esse quadro aí. Porque não se trata somente de uma foto de chegada a qual retrata um destino final, um objetivo.
Essa jornada foi muito além, para ambas, tanto que o destino final não teve cara de final, teve cara de começo, de novas descobertas, de limites expandidos, de coragem, de superação, de esforço e de muito amor.

Então permito que cada um que acompanhou o dia a dia desse caminho, permita – se, a enxergar as cores e formas que quiser.

E aproveito para agradecer a cada palavra de carinho e de força. Foram tantas…estou em estado de gratidão.

“Maior que a fé e a esperança…é o AMOR”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *