fbpx
AUTOCONHECIMENTO

Autoconhecimento e espiritualidade: saiba como alcançar

A busca por autoconhecimento e espiritualidade não é algo recente. Ela surge em tempos remotos e, com o passar dos séculos, transita entre crenças e povos, chegando até os dias atuais.

No entanto, o objetivo dessa busca pode ser resumido em: equilibrar nossos sentimentos cotidianos para que assim a gente possa viver de forma plena e, consequentemente, sermos muito mais felizes.

Por isso, neste post, vou explicar os principais aspectos que envolvem o autoconhecimento e a espiritualidade, além de apresentar algumas dicas de ouro para que você possa alcançá-los com muito mais facilidade.

O conceito de autoconhecimento

A palavra “autoconhecimento”, no dicionário, significa: conhecimento de si mesmo, das próprias características, sentimentos, inclinações, entre outras. Nesse sentido, podemos entender que ter autoconhecimento seria o mesmo que saber quem você é, o que e por que faz o que faz e para onde vai.

De forma bem simplificada, autoconhecer-se faz com que nossas decisões sejam mais certeiras e tenham melhores resultados. Afinal, quando a gente sabe quem a gente é, o que gostamos ou quais são nossos valores, fica muito mais fácil tomar uma decisão e não se arrepender, não é verdade?

O verdadeiro sentido da espiritualidade

Espiritualidade, no entanto, envolve tudo o que tem por objetivo a vida espiritual independentemente de religião, crenças ou qualquer outro conceito preestabelecido. Assim, o verdadeiro sentido da espiritualidade seria a busca constante por conexão com algo maior, com um propósito.

Agora, sabe o que é mais interessante? É que não importa o quanto a gente tente entender e classificar termos, já que eles terão um significado e um grau de importância diferentes para cada pessoa.

Autoconhecimento e espiritualidade na prática

Mas como fazer para alcançar o autoconhecimento e a espiritualidade de fato em nossas vidas? Separei algumas dicas para ajudar nessa questão. Acompanhe!

Faça uma autoavaliação

Autoavaliar-se envolve uma reflexão profunda e constante de seus atos, sentimentos, pensamentos e todas as situações vivenciadas — e as que ainda estão por vir. A autoavaliação revela quem você é e quem você realmente deseja se tornar.

Pratique a meditação

A meditação é o fator que permite que essa autoavaliação possa acontecer de forma natural e tranquila. Isso porque alguns de seus benefícios são: o desenvolvimento da intuição e um olhar mais desperto para você, para as outras pessoas e para a vida.

Cultive sentimentos positivos

Sentimentos positivos são o combustível para uma vida feliz. E quem é feliz sabe que está a um passo de ter uma vida plena e realizada em todas as áreas. Isso não só ajuda a entender mais sobre você, como também ajuda a aceitar que nem sempre as coisas são como a gente espera.

Veja o lado bom das coisas

Assim, ver o lado bom das coisas só acontece quando a gente já trilhou os caminhos anteriores e conseguiu, enfim, entender que, em muitos momentos, o que a gente considera ruim é, na verdade, uma oportunidade para algo ainda melhor.

Faça uma peregrinação

Quer intensificar ainda mais todo esse processo de autoconhecimento e espiritualidade? Faça uma peregrinação! Foi o que eu fiz lá em 2015 quando decidi sair pelo mundo, sozinha e foi o que me permitiu trilhar o meu próprio caminho. Pode ser algo como o Caminho da Fé ou até o seu próprio trajeto. Você não vai se arrepender!

Gostou do post e quer saber ainda mais sobre mim e sobre este projeto cheio de propósito que é a Natrilhas? Então, siga meus perfis no Facebook, Instagram, YouTube e Pinterest.

4 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *